Pesquisar este blog

22.12.07

eu e o tempo

não estou de férias
estou trabalhando o tempo
que não passa entre os dedos

o tempo vem e se instala
e é dele a velocidade
da rotina, do imprevisto, do planejado

ele acelera os fatos
prolonga os segundos de espera
suspende o ar no espanto

estou trabalhando o tempo
o tempo de achar o tempo
que não posso perder
que pretendo ceder
a cada momento
de prazeroso
ócio.

14.12.07

Por favor, me respondam

Gente, dá uma forcinha respondendo aqui. Depois eu explico, ok?

1. Você sabe o que é o Fórum Social Mundial? Se sabe, é o quê?
2. Você sabe o que é o Rio com Vida? Se sabe, é o quê?
3. Você sabe o que são os Direitos Humanos? Sabe? O que são?

Chato, né? Ah, vai, quebra essa pra mim. Preciso ter uma ideia do nível de conhecimento (ou desconhecimento, mais provavelmente).

4. Como cidadão você se sente indignado com alguma coisa? Com o quê? E faz o que pra resolver isso? Como?

É isso, gente. Agradeço muito a quem responder.

ah, me diz também idade, cidade e profissão ok? Tá, se não tiver saco, não diz. Mas que ajudaria...

11.12.07

Muitas amigas reclamam que estão virando suas mães. Ontem, me olhando no espelho, constatei que eu não estou virando minha mãe.

Estou virando minha tia. Paterna.

Até as sandalinhas são do mesmo tipo. Se saíssemos hoje ela, minha prima e eu, ninguém teria dúvidas de que 'somos' mãe e filha. Minha prima? Ah, uma passante.

Eu? Acho ótimo.

7.12.07

Toda vez que flagro em mim um gesto de minha mãe, um hábito de meu pai ou um traço de minha avó, me odeio. E odeio mais ainda todos eles quando detestam em mim o que é apenas herança. Herança deles.

1.12.07

Não sei o que foi mais inacreditável: se o arcebispo falando que estamos numa "quase epidemia" ou se o pajé falando "não usa camisinha não gente, porque camisinha atrapalha". Foram esses os discursos no microfone da "celebração" oficial do dia internacional de combate a AIDS. Eu quase enfartei. Só a representante dos terreiros fez um discurso sério, acertivo, correto e reinvidicatório. Um alívio.

A segurança de olho, querendo dar o bote. O que eu fiz? Pedi ao povo para não fazer nada até eu voltar. Fui até a imprensa e chamei TODOS OS VEÍCULOS PRESENTES. E eles foram. Cada um a seu tempo, mas foram. E os seguranças tiveram que ver os câmeras filmando a Mara Moreira (vice presidente do Grupo Pela Vidda) vestindo uma camisinha no meu braço, até depois do cotovelo.

Distribuímos as 400 camisinhas, explicando para cada pessoa que recebia porque estávamos fazendo aquilo. As pessoas olhavam pra gente com cara de quem está pensando: 'ah, é mentira, o governo não ia fazer isso em um evento oficial'. Mas fez.

Por fim, criamos coragem e distribuímos camisinhas para os bombeiros e, principalmente, para os militares, armados até os dentes. Renderam boas fotos esse momento.

No final, nos enfileiramos no lugar da saída, em um protesto mudo, cada um com uma camisinha não mão. O Arcebispo e os outros passaram encarando a camisinha. Ele olhou e disse: tchau. E nós em coro: tchau!

É tudo muito triste, mas estou aliviada. Sempre vale a pena.

Mais triste que isso só ver que as pessoas se mobilizam até para passar chapéu pra comprar mais uma cerva, mas não se mobilizam para reinvidicar seus direitos, para protestar contra um ato assassino de censura. Sim, assassino, porque proibir alguém de usar camisinha hoje é o quê?

Bom, é isso, só queria contar pra vocês.

Mostro as fotos quando chegarem pra mim.

Camisinha no Corcovado hoje, já!



onde: Cosme Velho, estação do trem do corcovado
quando: HOJE - 1º de dezembro, este sábado, às 15h
como: distribuição gratuita e pacífica de camisinhas



Preservativo é Excluído da Comemoração Oficial do Dia Mundial de Luta Contra a AIDS


"Acelebração no Cristo busca focar a solidariedade às pessoas que vivemcom HIV. Portanto, pela natureza do ato, não cabe a distribuição depreservativos no evento", diz o documento assinado pela diretora do Programa, Mariângela Simão.

Er...hã... uh... como assim? Em um evento que celebra o Dia Mundial de Lutacontra a Aids não cabe a distribuição de preservativos? Em um país ondeo risco de contaminação, principalmente entre mulheres jovens tem seelevado? É isso mesmo? Gente, a única forma de evitarmos a doença foi EXCLUÍDA!

Vai ser no Cristo Redentor.É assunto sério de mais pra ficar relegado apenas a leitura diária de jornal.

Nossa proposta é aperecermos todos por lá, devidamente abastecidos de uma boa quantidadede camisinha para fazermos, nós mesmos, uma distribuição gratuita. Éuma boa forma de protestar agindo. Topam?

Sugerimos ainda uma blogagem coletiva: quem não é do Rio - e quem étambém, porque não? veste uma camisinha virtual em seu blog, fotolog, e-mail, orkut etc. nesse sábado, dia: 1º dedezembro. Dia Mundial da Luta contra a Aids.


Játemos o apoio do Grupo Pela Vidda, que forneceu 400 camisinhas. A ONG Viramundo também está nos apoiando e estará presente com um grupo de médicos. Estarão presentes o estilista Carlos Tufvesson, o jornalista e poeta Bruno Cattoni - um dos fundadores doPela Vidda - e Mara Moreira, Integrante do ABIA - Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids.

Contamos com a presença de todos.
Compareçam. Divulguem.


>>>ATENÇÃO: VÁ DE CARRO, O TRENZINHO NÃO ESTARÁ FUNCIONANDO<<<